Páginas

terça-feira, 22 de março de 2011

AMAR é ser LIVRE...

AMAR é ser LIVRE...




Amor por amor... amor que faz a gente ser feliz...
Amor que nos faz deitar e ter um sono leve... tranquilo...
Amor sem desamor...
Amor puro...leve...
Amor que nos LIBERTA...
SER LIVRE exige responsabilidade, exige pensar por si mesmo, exige libertar-se de toda história de vida que nos é, ao mesmo tempo, inerente e tão aterradora, nos é imposta e ao mesmo tempo nos protege numa falsa impressão de segurança, pois ali ninguém nos fere, até porque é impossível ferir alguém fechado em uma redoma.
Amar de verdade é "dar-se"... sem buscar reconhecimento, nem nada em troca...

O amor livre não é invejoso, não busca seus interesses próprios, não se irrita...

Amar livremente é ver a realidade de um sentimento brotando e não ter como detê-lo...
Vamos AMAR!


Amar sem medo... amar os amigos... amar os inimigos...



Amemos-nos homens e mulheres, como HOMENS E MULHERES... amemos sem medo de machucar-nos, pois isso é algo que pode acontecer... ou não!!!



Vamos perder o medo de amar... perder o medo de sermos livres...
Vamos viver para a liberdade...
Viver para o amor...
AMAR não só com palavras, mas com gestos.
Amor que não se traduz em gestos não é amor!!
O amor não é amor enquanto não for dedicado a alguém!!
Vamos OLHAR DENTRO DOS OLHOS UNS DOS OUTROS...
Quando amamos queremos OLHAR NOS OLHOS... e deixar que eles falem... que eles digam o que as palavras calam quando o amor nos invade e verdadeiramente somos livres!!!




Olhos de Jabuticaba...

Olhos de Jabuticaba...



Olhos de jabuticaba!

Impressionante como BRILHA seu OLHAR!

Intenso,

Vivo,

Puro!

São misteriosos...

Há fantasia e magia.

Feitiço!

Faz reboliço...

Gera confusão...

Paralisia...

Arritmia...

Palpitação...

Desconcentração...

Ufa!Os teus olhos me tiram o ar!!


* E seu OLHAR é sempre acompanhado de um sorrisoencantador e uma gargalhada com um som tão gostoso que encanta a todos...em especial à mim...Há tanta expressão positiva ... que estou completamente perdido e mergulhado em seu OLHAR...DENTRO DOS MEUS OLHOS.

domingo, 20 de março de 2011

Amor Incondicional...

É bom demais poder sentir este AMOR...

Poder amar alguém incondicionalmente é um amor tão puro, é um sentimento LIVRE, capaz de romper toda e qualquer barreira...,pois é um amor de alma...e alma não tem sexo.


E a alma é solta, ama, sem prisões...A alma ama LIVRE... Nada lhe é imposto, quando o amor chega!...Entra sorrateiro, esperando uma definição que vem com o despertar da nossa paixão!


E, quando chega, avassalador, não há nada nem ninguém que o segure...


É fogo que arde, sem dominação, sem fronteiras nem barreiras...


É água que inunda, que rega, que se encaixa...


É ar que sopra e leva até onde quiser...


É terra firme...vermelha...quente...


É livre, solto e sem forma...,pois é Amor, incondicional Amor!..


E, quando se ama, ama-se, sem muita explicação!..


E hoje canto livremente este amor...


E, só ao me olhar...percebe-se que estou AMANDO...te amando...

Cheiro da Vida...


Tem gente de todo tipo, gente alegre, gente triste, gente que cheira...
Tem gente que tem jeito de sol quando acorda, cheiro de flor quando ri. Ao lado delas, a gente se sente no balanço de uma rede que dança gostoso numa tarde grande, sem relógio e sem agenda.
Ao lado delas, a gente se sente comendo pipoca na praça, lambuzando o queixo de sorvete, o tempo é outro. E a vida fica com a cara que ela tem de verdade, mas que a gente desaprende a ver.
Tem gente que tem cheiro de banho de mar quando a água é quente e o céu é azul, ao lado delas, a gente sabe que os anjos existem e que alguns são invisíveis.Ao lado delas, a gente se sente chegando em casa e trocando o salto pelo chinelo, deitando embaixo do edredon quando está friozinho... ou tomando banho gelado quando está calor!!Ao lado delas, a gente não acha que o amor é possível, a gente tem certeza.
Tem gente que tem jeito de cafuné sem pressa, de passeio no jardim, de beijo na boca demorado, de abraço apertado.Ao lado delas, a gente percebe que a sensualidade é um perfume que vem de dentro e que a atração que realmente nos move não passa só pelo corpo. Corre em outras veias, pulsa em outro lugar.

Acredito que os sentimentos também têm cheiro e tocam todas as coisas com os seus dedos de energia...

Então vivamos os sentimentos pra sentir o real cheiro da vida.


Esperança...


Eu quis fazer da minha vida uma ESPERANÇA.

Minha esperança morreu numas torpes palavras...

Mas como disse-me um pacientezinho meu outro dia de 9 aninhos:-Tia Bia, pra que tanta pressa se nosso destino é a morte?...

Desde então, sigo os ditados destas sábias crianças...

Quem espera nunca alcança... Rsrsr!

Ninguém ama sozinho...

Você pode ser feliz muitas vezes...

Só se chega quando se chega em primeiro lugar...

Nunca corra atrás , corra na frente...

Eu sou boa, quem me estraga são as pessoas...

Eu acredito no que posso, não no que as pessoas acham...

Se minha mãe tiver que chorar, que a sua chore primeiro...

Aprendo a cada dia com as crianças...sábias e puras crianças...

OBRIGADA!!

Princípios para VIVER em PAZ...


-Se você abriu...FECHE !

-Se você acendeu...APAGUE !

-Se você ligou...DESLIGUE !

-Se você desarrumou...ARRUME !

-Se você sujou... LIMPE !

-Se você quebrou...CONSERTE !

-Se você está usando...USE COM CUIDADO !

-Se você pediu emprestado...DEVOLVA e AGRADEÇA !

-Se você sabe CONSERTAR,,,CONSERTE !

-Se é de graça...NÃO DESPERDICE !

-Se diz respeito à você...ASSUMA !

-Se você pode fazer melhor...FAÇA !

-Se você veio ajudar...AJUDE !

-Se você sabe como funciona...EXPLIQUE !

-Se perguntaram à você...RESPONDA !

-Se você prometeu...CUMPRA !

-Se você falou...ASSUMA !

-Se você ofendeu...SE DESCULPE !

-Se você vais usar algo dos outros...PEÇA LICENÇA !


Que você seja DONO de suas AÇÕES...


A responsabilidade pelo RUMO da SUA VIDA é SUA !!!


SEJA ENTÃO...MUITO FELIZ !!!!!....

A Alma da MULHER MARAVILHOSA...






"Nada mais contraditório que ser mulher...



A Mulher pensa com o coração, age pela emoção e vence pelo AMOR...



Que vive milhões de emoções num só dia e transmite cada uma delas num único olhar...



OLHAR...DENTRO DOS OLHOS... dos olhos da mulher maravilhosa...



Que cobra de si a perfeição e vive arrumando desculpas para os erros daqueles a quem ama...



Que hospeda no ventre outras almas, dá a luz e depois fica cega, diante da beleza dos filhos que gerou...



Que dá as asas, ensina a voar mas não quer ver partir os pássaros, mesmo sabendo que eles não lhes pertencem...



Que se enfeita toda e perfuma o leito, ainda que seu amor nem perceba mais esses detalhes...



Que como uma feiticeira transforma em luz e sorriso as dores que sente na alma, só pra ninguém notar...

E ainda tem que ser forte, pra dar os ombros para quem neles precise chorar...



Feliz do homem que por um dia souber entender a Alma da Mulher Maravilhosa..."

A dimensão da FELICIDADE...



Um "certo rapaz"...e uma "bela menina"...
" A mulher só se torna mulher sob o olhar do homem; este só se torna homem sob o olhar da mulher...


Homem e mulher são dois inteiros, mas inacabados...


Juntos, torna-se possível haver uma aliança de valorização da alteridade, apreço da reciprocidade e da potenciação das convergências...


Na minha idade, o corpo conta muito (prazer, etc), mas sem um conjunto harmônico, tudo se frustra...


Corpo e alma em paz é tudo.


Aí tudo mais acontece...
SORRISO SERENO...


APRENDI A CADENCIAR A VIDA...


VIAJEI MUITO.


ALGUNS TROPEÇOS : DERAM-ME A MEDIDA DO AMOR...


SOU CULTO.


ROMÂNTICO.


SINTO MELHOR A VIDA... E ESTA, HOJE, ENSINA-ME QUE PARA SER FELIZ É É PRECISO AMAR ALGUEM ETERNAMENTE.


Uso minha experiência em prol do CARINHO e da CUMPLICIDADE.


UM BOM VINHO...


UM WHISKY...


UM LUGAR!...


VAMOS SENTAR NO BANCO DA PRAÇA?


MULHER INTELIGENTE.


RESOLVIDA.


DECIDIDA A SE REENCONTRAR E QUE PERCEBA A IMPORTÂNCIA DO AMOR E DO OUTRO NESSA EMPREITADA...


DISPOSTA A VIAJAR.


A VIVER .


SEJA ATÉ A ESQUINA.


SENTAR NUM BANCO DA PRAÇA ...


MÃOS DADAS, SENDO EM FLORENÇA, S.PAULO OU EM QUALQUER LUGAR.


PORÉM, COM AMOR E CUMPLICIDADE.


ROMANTISMO É FUNDAMENTAL.


NÃO PODEMOS PERDER A CAPACIDADE DE ENCONTRAR NOS MOMENTOS A REALIZAÇÃO DE TODA A NOSSA ASPIRAÇÃO.


VELEJAR.


VIAJAR.


EMPINAR PIPA .


ALEGRIA DE VIVER.


SORRIR.


SOLTAR BOLINHAS DE SABÃO...


ENVIAR ROSAS...


AFINAL, O ESSENCIAL É INVISÍVEL AOS OLHOS, NO DIZER DO POETA AVIADOR."

Aqui, é permitido AMAR...

Aqui, é permitido AMAR...(de verdade)



O amor quase sempre começa com uma paixão...


Vem como uma tempestade em alto mar, que interrompe a calmaria de uma vida que parecia segura e tranqüila...onde não se estava exposto, nem vulnerável...


Sem pedir licença, as ondas desse mar invadem o convés e lançam para fora do navio o tédio e a desmotivação...


Passada a tempestade, o viajante desse barco percebe que foi levado a uma ilha...


É terra firme, onde poderá plantar a semente da sua vida e de suas realizações...


A ilha é um cenário paradisíaco, onde tudo é perfeito...


Parece que o lugar foi feito sob medida para esse navegante...


Paisagens mágicas, águas cristalinas, pássaros de cores nunca vistas e cantos maravilhosos...


Então, ele começa a explorá-la e nota que nem tudo se encaixa em seu sonho tropical...


As árvores dessa ilha não davam exatamente os frutos que desejava, e isso o decepciona...


A água doce não é tão abundante quanto ele pensava...


Todas as suas esperanças estão naquela ilha. Se ela não o alimentar, não suprir as suas necessidades, o que será de sua vida?...


Essa ilha é como a PESSOA AMADA...


Em quem se deposita todos os desejos, carências e também as ilusões: “Com ela, vou fazer o que sempre quis”... “Eu nunca mais vou me sentir só”...


E quando o outro não faz o que se espera, vem a desilusão...


É que a pessoa teve a esperança de que alguém fizesse o que era sua tarefa: realizar-se como SER AMOROSO...


Centrou o poder da sua vida no parceiro...


Imagina que ele vá satisfazer suas carências e dar-lhe toda a felicidade imaginada...


Certamente, você se lembra de um momento no seu relacionamento em que ambos se sentiam totalmente felizes...


Cada olhar era uma viagem ao infinito, cada conversa uma lição de compreensão e tranqüilidade, cada abraço era o carinho mais eterno...


Aos poucos, porém, as coisas foram mudando...


Até que um certo dia você se sente só, como se tivesse sido enganado...


O que aconteceu?


Pode parecer incrível, mas a verdade é que o amor é mais pleno quando as pessoas envolvidas não precisam umas das outras para se sentirem realizadas...


O amor transcorre mais serenamente entre aqueles que se sentem INTEIROS, desprendidos e, então, podem se entregar...


Quando você precisa do companheiro, reduz o ser amado a um simples prestador de serviços.


Precisa dele, assim como de um encanador para instalar uma torneira em sua casa, pois você não sabe como fazê-lo...


Não significa que você ame o encanador.


Apenas necessita dele para ter água em sua cozinha.


Ele faz o serviço, você paga e pronto!


No amor, quando isto acontece, o pagamento não é cobrado em dinheiro...


O outro imagina que deve ser pago com o que ele próprio precisa...


Se não o fizer, você assume uma dívida, cobrada depois com juros e correção monetária.


Tão enganoso quanto o precisar é o querer... “Quero que ele me leve para viajar”. “Quero que ela me compreenda”. Note que o querer é sempre um plano, não uma DETERMINAÇÃO...


O pior é que, quando se investe energia em querer que o outro faça alguma coisa, automaticamente se investe energia no medo de não conseguir. “Quero que ele me leve para viajar, mas tenho medo de que não o faça”. “Quero que ela me compreenda, mas tenho medo de que não consiga”.


Quanto mais desejo, mais medo...


O problema não é só querer mudar o outro, em vez de criar uma opção que não dependa dele.


O maior problema é que se instala uma tensão em você, no outro e na relação, gerada pela luta entre QUERER e TEMER.


É uma mensagem confusa...


Ele sente, ao mesmo tempo, o seu amor, desejo, medo e tensão...


Isso tudo atrapalha a tranqüilidade de se sentir feliz por estar junto, a segurança na sua capacidade de amar e a confiança de que vocês descobrirão o que é melhor para os dois.


Essa confiança está baseada em duas virtudes: a capacidade de estar em intimidade e a de manter a autonomia.


Intimidade não é só o que acontece quando dois corpos fazem amor, mas algo infinitamente maior...


É COMPARTILHER SENTIMENTOS E PENSAMENTOS: almas nuas se encontrando sem disfarces.


É saber expressar o que está acontecendo dentro de si, receber o outro e, juntos, encontrarem espaço para os dois seres...


A maior parte das pessoas teme a intimidade por considerar muito negativo o que guardam dentro de si...


Então, se escondem...


Falam dos seus atos e até de seus planos, mas não mostram seu interior, porque sabem que, quando alguém entrar, terá uma visão completa...


Conhecerá o interior e entenderá o exterior...


TENHAMOS então a CORAGEM de AMAR...


DE NOS MOSTRAR...


TODA FORMA DE AMOR VALE A PENA...


VAMOS NOS PERMITIR...


VAMOS NOS ENTREGAR...


VAMOS CONFIAR...


VAMOS NOS SENTIR SEGURAMENTE VULNERÁVEIS...sempre com a certeza do eterno OLHAR DENTRO DOS OLHOS...

Eu espero






Eu espero

O meu idioma é um dialeto que nenhum mortal é capaz de entender.
Eu fico no quarto sozinha, mas se eu quiser ir embora, eu vou.
Nada me prende. Nada nem ninguém.
Eu me levanto, rabisco as paredes, arranco pedaços da tinta.
Mas não há ninguém aqui pra brigar.
Eu faço uma flor de papel, imitando uma realidade na qual nem eu mesma acredito.
Só pra me sentir viva, pra sentir que eu existo e que não é impossível ficar feliz.
Mesmo tão sozinha.
Você se pergunta, porque eu não saio daqui.
Mas se eu saísse também não faria diferença.
Os olhares me atravessam, se chocam contra os meus, mas não dizem nada.
As pessoas se afastam, se escondem e isso é bem pior pra mim.
O luar me invade e me diz que a manhã está perto.
E eu espero.
Quase tão anciosamente quanto eu espero por alguém que me faça sentir a vida que há em mim, mas se escondeu há muito tempo.
Alguém que me faça sentir o amor que eu ainda não descobri, o gosto de sonhar acordada...
O dia de amanhã virá, virá sim!
E eu espero, por bons tempos.

Hoje eu sei...

Hoje eu sei...


Hoje sei... Que por mais que eu tentasseEu não conseguiria jamais esquecerDos melhores momentos de minha vida, Pois sei, Que foram eles os quais me trouxeram até este instante,Onde vivo satisfeita e feliz. Hoje sei... Quais foram às pessoas que realmente fizeram à diferença,E quais realmente fazem parte desse “eu” que eu me tornei hoje. Sei... Que você é muito mais que uma pessoa importante na minha vida,É parte dela...Pois sem suas palavras hoje eu não saberia falar,Sem seus conselhos eu não saberia caminhar,Sem sua companhia eu ficaria a entristecer, Pois pessoasespeciais fazem grande falta, Ter sua companhia é o mesmo que estar vivendo com a certezaQue existem pessoas as quais realmente se importam conosco. As quais sabem dizem palavras certas em momentos mais difíceis, Compartilham conosco nossas pequenas e grandes alegrias. Hoje sei, Quais são as pessoas que quero levar pra sempre comigo, Seja mesmo no coração, E você é uma delas.Pois você na minha vida, Faz uma grande e maravilhosa diferença. Eu Te Amo!!! Meu Amor!!

Mensagem..Hoje eu sei...


Hoje sei... Que por mais que eu tentasseEu não conseguiria jamais esquecerDos melhores momentos de minha vida, Pois sei, Que foram eles os quais me trouxeram até este instante,Onde vivo satisfeita e feliz. Hoje sei... Quais foram às pessoas que realmente fizeram à diferença,E quais realmente fazem parte desse “eu” que eu me tornei hoje. Sei... Que você é muito mais que uma pessoa importante na minha vida,É parte dela...Pois sem suas palavras hoje eu não saberia falar,Sem seus conselhos eu não saberia caminhar,Sem sua companhia eu ficaria a entristecer, Pois pessoasespeciais fazem grande falta, Ter sua companhia é o mesmo que estar vivendo com a certezaQue existem pessoas as quais realmente se importam conosco. As quais sabem dizem palavras certas em momentos mais difíceis, Compartilham conosco nossas pequenas e grandes alegrias. Hoje sei, Quais são as pessoas que quero levar pra sempre comigo, Seja mesmo no coração, E você é uma delas.Pois você na minha vida, Faz uma grande e maravilhosa diferença. Eu Te Amo!!! Meu Amor!!

LÁGRIMAS...

Lágrimas de dor,
Lágrimas de Saudades
Lágrimas de ilusões,
Lágrimas de Felicidade...
As lágrimas são os desabafos do Coração
Quando se chora o coração responde
"Tenho medo de chorar,
e parecer sentimental demais...
mas eu não comando as lágrimas"
Elas são atrevidas
Querem expôr meus sentimentos
E aliviar o meu coração.
Elas são necessárias para o nascer de um sorriso.
São necessárias para se aprender
a valorizar um sentimento
São necessárias para se crescer
de corpo, mente e coração
As lágrimas são um detalhe dos Grandes Sentimentos
O detalhe mais importante
Elas entregam os sentimentos
E ensinam a
Razão de Amar.

Seja Sempre Você =]

Não espere um sorriso para ser gentil.
Não espere ser amado para amar.
Não espere ficar sozinho para reconhecer o valor de quem está ao seu lado.
Não espere ficar de luto, para reconhecer quem hoje é importante para você.
Não espere a queda para lembrar-se do conselho.
Não espere a enfermidade para reconhecer quão frágil é a vida.
Não espere ter dinheiro aos montes para então contribuir.
Não espere por pessoas perfeitas, para então se apaixonar.
Não espere a mágoa para pedir perdão.
Não espere a separação pra buscar a reconciliação.
Não espere elogios para acreditar em sí mesmo.
Não espere a dor para acreditar em oração.
Não espere o dia de sua morte sem antes amar a vida!
Seja sempre você, autêntico e único!

Maneiras de ser Feliz =)

Maneiras de ser Feliz =)

Acreditar que a nossa Vida não é melhor
ou pior do que a de ninguém.
Nunca sentir-se maior ou menor, mas igual...
Fazer o bem sem olhar à quem
e não esperar nada em troca,
é uma maneira de encontrar a Felicidade...
Procurar sorrir sempre,
mesmo diante das dificuldades e
não se envergonhar das lágrimas,
diante da necessidade,
é outra maneira de irmos ao encontro dela...
Ser humilde, prestar favores sem recompensas abrir as mãos e oferecer ajuda, é uma maneira de buscar a felicidade...
Chorar e sofrer, mas lutar e procurar vencer,
sem deixar o cansaço te derrotar,
nem o desânimo ou o preconceito te dominar, é uma maneira de ganhar a felicidade...
Aprender à defender seus ideais e
a Amara seus semelhantes,
à conquistar seus amigos pelo que é
e não pelo que queiram que seja,
é mais uma maneira de abraçar a felicidade...
Saber ganhar e saber perder,
é uma rara conquista, mas você consegue...
Tenha fé, acredite em Deus!
Viva cada momento de sua vida
como se fosse o último.
Faça de sua vida uma conquistas de vitórias, uma virtude e aproveite tudo
o que ela te der como oportunidade...
mesmo sofrendo, sofra amando...
..pois é através do amor
que você encontrará as chaves para
abrir as portas da felicidade...
 

Facil e dificil

Fácil e Difícil ....

Falar é completamente fácil, quando se tem palavras em mente que se expresse sua opinião...
Difícil é expressar por gestos e atitudes, o que realmente queremos dizer.
Fácil é julgar pessoas que estão sendo expostas pelas circunstâncias...
Difícil é encontrar e refletir sobre os seus próprios erros.
Fácil é fazer companhia a alguém, dizer o que ela deseja ouvir...
Difícil é ser amigo para todas as horas e dizer a verdade   quando for preciso.
Fácil é analisar a situação alheia e poder aconselhar sobre a
mesma...
Difícil é vivenciar esta situação e saber o que fazer.
Fácil é demonstrar raiva e impaciência quando algo o deixa irritado...
Difícil é expressar o seu amor a alguém que realmente te conhece.
Fácil é viver sem ter que se preocupar com o amanhã...
Difícil é questionar e tentar melhorar suas atitudes impulsivas e as vezes impetuosas, a cada dia que passa.
Fácil é mentir aos quatro ventos o que tentamos camuflar...
Difícil é mentir para o nosso coração.
Fácil é ver o que queremos enxergar...
Difícil é saber que nos iludimos com o que achávamos ter visto.

Ser forte é...

Ser forte éSer Forte..

Ser forte é amar alguém em silêncio
Ser forte é deixar-amar por alguém que não se ama
Ser forte é fingir alegria quando não se sente
Ser forte é sorrir quando se deseja chorar
Ser forte é consolar quando se precisa de consolo
Ser forte é calar quando o ideal seria gritar a todos sua angústia
Ser forte é irradiar felicidade quando se é infeliz
Ser forte é esperar quando não se acredita no retorno
Ser forte é manter-se calmo no desespero
Ser forte é elogiar quando se tem vontade de maldizer
Ser forte é fazer alguém feliz quando se tem o coração em pedaços
Ser forte é ter fé naquilo que não se acredita
Ser forte é perdoar alguém que não merece o perdão
Ser forte é, enfim viver quando já esta morto
Ser forte é por mais difícil que seja a vida, “ame-a”, seja forte!
 
 
 
 

♥ Jamais Desista do Amoor ♥

Mesmo que as pessoas tenham lhe magoado, pessoas essas que você ama muito, jamais desista do amor.Tenha fé, pois tudo isso irá passar, você verá que o amor vence tudo pode acreditar.
O amor supera tudo, o amor ajuda a romper obstáculos, ajuda a concretizar sonhos, ajuda a perdoar. Por isso, mesmo magoado, decepcionado, jamais desista do amor.
passamos a amar perfeitamente nao quando encontramos uma pessoa perfeita mas quando amamos perfeitamente uma pessoa impefeita.
O amor é uma incognita.
Todos queriamos poder
escolher a quem amamos, e a
quem valorizamos, mas o
amor é uma incognita que
nunca poderemos desvendar,
procurando ou nao, nunca encontraremos resposta
concreta pra dizer o que é
amor de verdade, talvez até
tenhamos alguma ideia do que
seja. Se voce tiver certeza da
sua idéia do que seja o amor, dê valor a esse amor,e cuide
dele como se fosse a tua vida,
porque se for de verdade, vai
ser eterno .

Quando se Ama.

Quando se Ama.

Quando se ama,
acredita-se que um momento é eterno,
que um gesto é insubstituível mesmo sendo ele tão singelo.
Quando se ama,
se entrega, se manifesta no desejo de querer cada dia mais e mais.
Quando se ama,
a vida se torna uma apresentação de sentimentos alegres,
onde a simplicidade de estar presente se torna essencial.
Quando se ama,
mesmo que a tempestade tente te alcançar,
sempre existirá um sol brilhando para te aquecer, uma estrela perfeita para te iluminar.
Quando se ama,
se faz perfeito, mesmo que em alguns momentos você pode sem querer magoar, sem querer machucar,
mesmo assim o desejo de deixar tudo bem é maior que qualquer desentendimento.
Quando se ama é assim,
compartilha dos momentos felizes e tristes com a esperança de sempre acordar com um
sorriso no rosto.
Quando se ama se é feliz, completo.

Agora eu me sinto Completo por que eu tenho Deus em minha Vida e tou Amando a Pessoa + Perfeita do Mundo: Ana Priscila *-*

quinta-feira, 17 de março de 2011

Os cinco sentidos da saudade

Os cinco sentidos da saudade



Saudade é um bichinho melindroso que fica à espreita do momento oportuno para atacar. Esse bichinho não faz distinção de sexo, raça ou classe social. Sua única exigência é que a pessoa tenha sido, por pelo menos um dia, feliz. Funciona como imposto de renda retido na fonte – inevitável. Quanto mais felicidade se acumula, mais saudade se pode experimentar. E não adianta reclamar: a saudade vem, e pronto! O melhor que podemos fazer é lidar com ela e aproveitar as memórias que ela desperta.

Depois de pensar um pouco sobre esse sentimento diferente, que só existe na língua portuguesa, descobri que experimentamos a saudade com todos os nossos sentidos. Ela tem gosto, cheiro, tato, som e nos remete a visões.

Saudade tem gosto de pirulito, balinha e pipoca. Tem gosto de comida de avó, de bolinho frito e churrasco de fim de semana. Tem paladar de balinha de menta no beijo do namorado, de fruta colhida no pé. O gosto da saudade lembra qualquer coisa parecida com sopa em dia frio, com chocolate e algodão doce, com água de coco na praia. Lembra muito aquele vinho bom tomado em boa companhia e a cervejinha com amigos.

Saudade tem cheiro de terra molhada, de alho fritando na panela, de perfume de mãe. Cheira como as rosas do primeiro buquê que se ganha, como os cabelos suados de nossos filhos dormindo. Tem o perfume de um banho longo e de maresia. Tem cheiro de mato, de bicho, de casa e de roupa lavada. Saudade cheira como bombinhas em festa de São João. Lembra o perfume doce daquela irmã ou amiga que você adora.

O toque da saudade é o abraço do pai, o bater de mão do amigo. Sente-se a saudade como os cabelos macios das crianças e a pele enrugada e frágil dos idosos. Tem a textura de terra ou areia sob os pés. É fria como banho de chuva ou de cachoeira. É quente como ficar debaixo do cobertor favorito sem fazer nada – um filme no máximo. É dura como o chão que fica debaixo de nossos pés quando alguém se despede. Confortável como colchão de mola e acolhedora como dormir abraçado.

Saudade tem som de risada, de música de criança, de chuva tamborilando no telhado. É a música favorita e aquela de que nunca gostamos. É a voz dos filhos, amigos, irmãos e pais. São as histórias daqueles que não mais encontraremos. Saudade tem som de campainha de telefone, de pneus de carro chegando de passos na escada. Saudade tem barulho de pezinhos miúdos andando em casa durante a noite. Tem barulho de água de rio e de ondas quebrando na praia. É barulho de recreio, o som da primeira balada, o pedido de casamento. Saudade tem som de chegada e partida. E saudade é também o silêncio que vem após as despedidas e que cala as palavras desnecessárias no reencontro.

As visões que a saudade desperta são o rosto dos que amamos e os lugares que vimos. Saudade se mostra como a paisagem passando ligeira ao lado do carro, como as nuvens – todas niveladas – vistas na primeira viagem de avião, como o mar, visto pela primeira vez. Saudade se parece com filhotes, com bebês que mudam todos os dias. Saudade é o nosso rosto no espelho – a infância que se transformou dia após dia, que adolesceu e amadureceu sem que tenhamos percebido.

Se ninguém pode sentir saudade daquilo que nunca teve, esse sentimento é o certificado de que se foi feliz. É o ISO das pessoas que souberam viver. É a prova incontestável de que nosso coração bombeia sangue dia e noite por uma boa causa.

Depois que me tornei mãe

Depois que me tornei mãe


Depois que me tornei mãe muitas coisas mudaram  em mim. Coisas que eu não imaginava e que não pensava serem possíveis.

Me tornei mais tolerante, mais consciente de mim mesma, dos meus sentimentos e pensamentos. Passei a admirar mais a singeleza de cada momento e a singularidade de cada pessoa.

Depois que me tornei mãe, não durmo como antes, não me alimento como antes, nem me desligo da realidade como antes. Tenho horror aos noticiários e às tragédias distribuídas em escala além da industrial, transimitidas ao vivo e amplificadas. Deixei de assistir às novelas e passei a me inundar de programação infantil. E, por incrível que pareça, descobri que não me importo com isso. Aprendi que posso ser a bailarina mais desengonçada da história, que posso ser uma princesa, uma cabeleireira, uma cliente e uma professora na mesma noite. Compreendi que poucas vezes antes fiz coisas tão simples com o prazer eufórico de uma primeira vez constante.

Porque os filhos mudam alguma coisa fundamental em nós. Porque sempre será a primeira vez deles em algo. Porque eles nos transformam em pontos cruciais e alteram toda nossa psique.  Os filhos nos ensinam que existe algo mais importante que nós mesmos e que o agora importa muito, principalmente na medida que ele constrói um futuro que será compartilhado.

Depois que me tornei mãe - valha-me Deus - virei adepta dos clichês. Aceitei que os filhos são tudo em nossa vida, que uma pessoa nunca amou ninguém até ter um filho, que não há mal que dure para sempre, que não existe mãe sem peso na consciência, que tudo o que fazemos é pensando no melhor para os filhos. E o pior de tudo: compreendi que minha mãe não me ameaçava quando me dizia que certas coisas eu só entenderia quando tivesse filhos. Sim, pessoas, eu sou um lugar comum ambulante.

Não que isso seja ruim. No fim das contas, acho que esses clichês são cheios de uma verdade tão grande que irrita mesmo. Porque na maioria esmagadora dos casos, não há como discordar deles.

E descobri que se me fosse dada a chance de escolher outra vida, outro caminho e outras circunstancias, eu provavelmente declinaria a oferta. Eu certamente ia querer o que tenho, da maneira que tenho: com as vantagens, com o cansaço, as lágrimas, os sorrisos, abraços, risadas, sonhos, brincadeiras, broncas, choro, febres, aprendizados e realizações.

Porque são exatamente essas coisas que me permitem dizer, sem medo de errar ou de parecer hipócrita, que sou uma pessoa extremamente feliz.

Segue o seco

Segue o seco



Ah, o cerrado! Com suas árvores retorcidas, flores coloridas, frutas com sabor exótico, crepúsculos lindamente alaranjados, cachoeiras maravilhosas e... um clima insuportável.

Eu juro que gosto de ser goiana. Sou apaixonada pelo meu estado, pelas pessoas hospitaleiras, pela cultura da simplicidade e pelas comidinhas meio goianas meio mineiras. Encanta-me o pôr-do-sol poético, laranja-rosado, emoldurando os ipês e angicos, anunciando noites frescas de céu estrelado e de histórias a perder de vista. Mas precisava ter um clima tão intragável?

Não há um meio termo confortável. Ou é chuva ou é seca. Ponto final. E assim ficamos sempre num descontentamento de uma rabugice pior que o clima.

Ou reclamamos por termos chuva demais, ou por ela estar ausente - completamente sumida, exilada para outros estados com Mata Atlântica, florestas, mata de araucárias ou coisa que o valha.

O período compreendido, aproximadamente, entre os meses de outubro e maio é de chuva. Chuva pra valer! Caem torós de enxarcar os ossos, virar guarda-chuvas do avesso, transformar as ruas em queijos suíços e sujar as roupas de lama. São dias de tempestades no final da tarde, que escolhem exatamente a hora de voltar para casa e buscar as crianças na escola. Mas que, apesar de tudo, são infinitamente melhores que os meses da seca. Sim, porque precisamos ter o mínimo de umidade no ar. Afinal de contas, não estamos no Saara!

O restante dos meses do ano é ocupado por bronquites, alergias, dermatites atópicas, narizes sangrando, dores de cabeça e um rosário de lamúrias que só quem passa mais de cem dias sem chuva sabe rezar. Não há hidratante que chegue, nem soro fisiológico que baste. São dias de poeira, vento, carros sujos, limpeza de chão várias vezes ao dia, nebulizações, sol escaldante, toalha molhada na cabeceira da cama e um arsenal de técnicas para melhorar a umidade do ar.

A parte boa de se ter um período assim tão definido de seca é que se pode marcar um churrasco com dois meses de antecedência. Mesmo estando em maio, pode-se marcar um evento para um dia inteiro de agosto. Não vai chover, eu garanto. Nem uma gotinha.

Perdoem-me a rabugice. Estamos há semanas nesses pródromos de chuva e já estou estressada. A expectativa e o tempo cinzento de poeira e fumaça (sim, nossos parques estão tostados - de novo) me deixam irascível. Mesmo a despeito das noites avermelhadas que eu tanto amo.

Preciso comprar um guarda-chuva de cinco reais - para virar do avesso quando eu mais precisar dele. Quando as gotas pararem de se desviar de mim, meu humor provavelmente ficará melhor.
Até lá, segue o seco!

A menina e o corselet: uma parábola.

A menina e o corselet: uma parábola.



A menina sonhava com um corselet. Desejava ardentemente se ver dentro de um, porque afinal de contas, todas as meninas da sua turma achavam o máximo usar um corselet - como se fosse um atestado de boa conduta, de competência e de sucesso.

Ela imaginava como seria a vida depois que tivesse conquistado o direito de usar o acessório. Se perdia em devaneios, sonhando com os elogios que receberia e com a imagem que faria de si mesma quando estivesse no grupo seleto das mulheres que usavam corselets.

E então aconteceu: a menina conseguiu um corselet. Ela estava radiante, feliz da vida. Toda ela era expectativa e ninguém poderia demovê-la daquele estado de espírito.

Disseram a ela que o modelo escolhido era muito ajustado. Explicaram que o corselet poderia até fechar, mas que, com o passar do tempo, se tornaria demasiado incômodo. Argumentaram que a menina era exageradamente livre, para se moldar a uma peça tão apertada.

As pessoas conheciam a menina. O problema é que a menina não se conhecia. Ela não sabia que precisava de tanta liberdade para respirar. Ela conhecia sua capacidade de se adaptar, mas não compreendia o quão maior era sua necessidade de ser livre.

E aconteceu que a menina teve uma ou duas ideias e ganhou um ou dois quilos. E o corselet ficou apertado demais - muito além do que a menina estava disposta a suportar.

A menina ficou perdida e desorientada, sem saber o que fazer. Sofreu e se descabelou, ficou sufocada e triste. E já estava para desistir e tentar emagrecer para se moldar novamente, quando lhe perguntaram: por que você tem que usar um corselet tão apertado?

E a menina percebeu, enfim, que não tem que usar o corselet. Ela não nasceu dentro de um! Num momento de insight, a menina reconheceu que pode viver sem o acessório e que pode mandá-lo às favas.

E agora?

Agora a menina está comprando roupas confortáveis e leves, se preparando para voltar a respirar outra vez.

Sabe? É aquela que...



Ontem à noite, quando eu cheguei para trabalhar, as pessoas estavam falando sobre um funcionário que falecera no final de semana.

- Sabe o fulano? Aquele que trabalhava no setor tal?
- Sei não. Um que era assim e assado?
- Não. Um que era assim, assim e assado. Que estava afastado.
- Ah, sei. Nossa, mas ele era tão novo...

E por aí foi a conversa. E sabe quando alguém solta a frase que vai te valer o dia todo? Pois aconteceu ontem.

Quando eu já estava quase saindo do vestiário, uma outra funcionária fez a seguinte observação: todo mundo tem uma marca, características que te identificam, quando alguém precisa explicar quem você é. E essa marca, independente de aceitarmos ou não o fato, somos nós quem construímos.

E eu fiquei com meus pensamentos. Alguns (ou vários) amigos já me disseram que eu penso demais. E penso mesmo! Me arrebento de pensar, de tentar ver as coisas de outro jeito, de tentar entender e de tentar melhorar. Porque eu acho que viver só pra gastar o O2 disponível no planeta é pouco.

Então, como sempre, eu pensei. Muito.

Fiquei imaginando qual seria a minha marca. Teci mentalmente conversas amenas, em que as pessoas me identificavam como Aquela, baixinha, de cabelo loiro, que vivia rindo e que andava parecendo que desfilava... ou outras bem mais assustadoras como aquela baixinha, que falava demais e ria o tempo todo, parecendo que não tinha mais nada pra fazer na vida.

Não acho que podemos controlar a maneira como as pessoas nos veem, mas a maneira como nos apresentamos. E no fim das contas, tudo isso aí passa pelo crivo do amadurecimento - o que, no meu caso, tem demandado esforço e muito matutar.

 Embora meu pensar não tenha me elucidado qual é a minha marca, visto que para isso seria necessário muito feedback (e feedback às vezes doi), ele me mostrou o que absolutamente não quero ter como característica definidora.

Não quero ser conhecida ou lembrada pelo mau-humor, nem pela maldade ou pela ganância desmedida. Deus me livre de carregar o estígma de reclamona, fofoqueira e traíra. E deve ser terrível de verdade - batendo na madeira agora - ser lembrada (ou esquecida) por ser uma pessoa assim, assim, sem sal, açucar ou tempero. Aquela pessoa que passou a vida inteira ali e não deixou marca nenhuma.

Se eu não quero nada disso, então o que quero?

Essa é fácil. Quando eu não estiver mais por aqui, quero que me lembrem como uma pessoa intensa, que não teve medo de batalhar, que se jogou na vida e a encarou de frente. Quero que se lembrem que eu sorria muito, que me esvaía em doação, que comigo não tinha tempo ruim. Quero que se recordem que eu era meio doida e muito apaixonada. Quero que se registre meu amor alucinado, incondicional e incessante por minhas filhas e que se recorde minha ânsia por viver.

Se é isso que vai acontecer? Não tenho a menor ideia. Mas vou aqui e acolá tentando pisar nos lugares certos, para que as pegadas que deixar atrás de mim conduzam a um lugar melhor

O que você vai ser, menina?


- Diga-me, menina, o que vai ser quando crescer?
- Desculpe-me mas já cresci e já tenho profissão.
- Você não está entendendo. Estou perguntando o que você vai ser quando crescer - e não que profissão vai seguir.
- Ah sim.

A menina ficou pensativa.

- Eu disse que já cresci. Já tenho vinte e oito anos.

- E eu continuo a querer saber: o que você vai ser quando crescer? O que vai ser quando se vir livre do que as pessoas esperam de você, da obrigação de agradar, da ansiedade de conquistar, da necessidade de provar? O que vai ser, menina, quando entender que estamos todos crescendo o tempo todo, quando perceber que suas escolhas antigas não são preditivas de suas escolhas atuais, quando finalmente aceitar que você está sempre crescendo e pode mudar? O que vai ser, menina, quando se desfizer das convenções, dos tratados implícitos que ninguém assinou, das boas maneiras que vêm sabe Deus de onde? E o que vai ser, menina, quando finalmente entender a grandeza da pergunta que te fiz?

A menina continuou calada

- Diga-me, menina, o que vai ser quando crescer?

A menina sorriu, parecendo entender.

Uma garota só quer




uma amizade sem falsidade,um principe encantado,um dia perfeito, um olhar sincero,uma palavra com afeto.Um amor correspondido,uma dignidade natural,um milagre surreal..Um abraço de paz,um céu sem nuvens,o coração sem um vazio, um namoro sem decepção..o sorriso sem um por que,uma lagrima de alegria..Um estilo legal e nada normal,viver sem julgamento,uma aula de avivamento, uma união em família..Caminhar sobre a luz,ter um amor perfeito..Um dia de beleza,um dia de amigos, um dia de academia,um dia de elogios, um dia de criança.Um dia com o amado, replay dos momentos, não ser apenas uma e sim única,ganhar uma flor, ver um filme romântico..

terça-feira, 15 de março de 2011

Ilha dos Sentimentos

Ilha dos Sentimentos

Havia uma vez uma ilha, na qual viviam todos os sentimentos e valores do homem:O Bom Humor, a Tristeza, o Saber...Como também todos os outros, incluindo o Amor. Um dia avisaram os sentimentos que a ilha estava prestes a afundar-se. Então, todos prepararam os seus barcos e partiram. Unicamente o Amor ficou, esperando sozinho, até ao último momento. Quando a ilha estava a ponto de desaparecer no mar, o Amor decidiu pedir ajuda.
A Riqueza passou perto do Amor num barco luxuosíssimo e o Amor disse-lhe:
“Riqueza, podes-me levar contigo?”
“Não posso porque tenho muito ouro e prata dentro do meu barco e não há lugar para ti.”
Então, o Amor decidiu pedir ao Orgulho que estava passando numa magnífica barca:
“Orgulho, rogo-te, podes-me levar contigo?”
“Não posso levar-te, Amor...” respondeu o Orgulho: “Aqui tudo é perfeito, poderias arruinar-me a barca”.
Então, o Amor disse à Tristeza que se estava aproximando:
“Tristeza, peço-te, deixa-me ir contigo.”
“Oh, Amor” respondeu a Tristeza, “estou tão triste que necessito estar só”.
Logo, o Bom Humor passou em frente ao Amor; mas dava gargalhadas tão altas, que não ouviu que o estavam a chamar.
De repente uma voz disse: “Vem Amor, levo-te comigo...”
Era um velho o que havia chamado. O Amor se sentiu tão contente e cheio de alegria que se esqueceu de perguntar o nome ao velho. Quando chegou a terra firme, o velho desapareceu.
O Amor deu-se conta de quanto devia ao velho e, assim, perguntou ao Saber:
“Saber, podes dizer-me quem me ajudou?”
“Foi o Tempo”, respondeu o Saber.
“O Tempo?”, perguntou-se o Amor,
“Porque será que o Tempo me ajudou?”.
O Saber, cheio de sabedoria, respondeu:
“Porque só o Tempo é capaz de compreender quão importante é o Amor na Vida”.